Galeria Virtual entrega doações para APAE/MS e SOS ENCHENTES

Através do leilão de obras de duas artes, doadas pelo pequeno artista plástico Érick Paes Machado, 10 anos de Campos dos Goytacazes (RJ), a APAE/MS foi beneficiada por meio do presidente da instituição Antonio José dos Santos Neto e da diretora pedagógica do CEDEG/APAE Zuleide Borges Chaves, com uma quantia em dinheiro, referente à venda de uma das obras adquirida pela cliente Sônia de Cataguases (MG). A instituição atende mais de 400 crianças e jovens com necessidades especiais e o objetivo da doação foi reverter 100% da renda visando à valorização do trabalho social, bem como, atender ao pedido do Érick.

A outra obra de arte doada pelo Programa Galeria Virtual, teve a renda revertida às vítimas da enchente na região serrana do Rio de Janeiro, ocorrido em 11 de janeiro de 2011. O valor arrecadado foi direcionado a compra de fraldas para as crianças daquela região, somando a aquisição de 12 fardos fechados, sendo um total de 1.728 fraldas adquiridas. As doações foram entregues no Posto de Atendimento da Polícia Rodoviária Federal em Campo Grande (MS), que juntamente com a Defesa Civil encaminharam os donativos ao Rio de Janeiro. Os dois trabalhos foram arrematados pelo cliente, Sr. Renato de São Paulo (SP). Fica o agradecimento da Equipe do Galeria Virtual a todos que se sensibilizaram com a causa.

Anúncios

Museu americano dedica mostra aos 30 anos de carreira de Picasso

'As Senhoritas de Avignon' (1907)

A Coleção Frick de Nova York dedicará a partir do outubro uma exposição dos desenhos do espanhol Pablo Picasso (1881-1973), que vai explorar os primeiros 30 anos de carreira do pintor por meio de seus trabalhos em papel. “Nos desenhos é possível contemplar alguns dos passos mais importantes de sua carreira: sua formação tradicional, as influências dos trabalhos de professores antigos e a invenção do cubismo com Georges Braque”, informou nesta terça-feira (9) em comunicado a curadora da mostra, Susan Grace Galassi.

“Os desenhos de Picasso, 1890-1921: Reinventando a Tradição” reunirá em Nova York, a partir do dia 4 de outubro até o início de 2012, mais de 60 obras feitas a lápis, tinta, aquarela e guache que estão vinculadas às peças da seleção permanente da Coleção Frick. O fundador do museu, Henry Clay Frick (1849-1919), e Picasso “compartilharam seu gosto pela mesma herança artística, um como colecionador e outro como criador”, assinalou o museu no mesmo comunicado. Assim, as referências a trabalhos de El Greco (1541-1614), Francisco de Goya (1746-1828) e Pierre-Auguste Renoir (1841-1919), todos eles representados na Coleção Frick, são constantes nos desenhos de Picasso que poderão ver vistos em Manhattan.

“Na última década, os estudiosos focaram na relação de Picasso com antigos professores e com seus antecessores do século 19, mas isto não foi observado especificamente em seus desenhos, onde muitas destas referências apareceram pela primeira vez”, disse Susan. “Tentamos não fazer comparações diretas entre os desenhos de Picasso e os de outros artistas, e mostrar também a extensão e os registros de referências, no aspecto técnico e estilístico, de seus desenhos”, acrescentou a curadora.

Seu objetivo, por outro lado, é oferecer um contexto histórico “às inovações e invenções na arte de Picasso, e mostrar, além disso, que era evidente que ele se situava no final de uma grande rede de artistas”, afirmou. “O desenho é uma linguagem comum que os artistas aprimoraram e foram passando de geração em geração, por isso que esta área do trabalho de Picasso parece perfeita para ser pesquisada”, acrescentou.

Fonte: http://diversao.terra.com.br/arteecultura/noticias/0,,OI5288554-EI3615,00Museu+americano+dedica+mostra+aos+anos+de+carreira+de+Picasso.html

Museu Oscar Niemeyer

Inaugurado em novembro de 2002 com o nome de Novo Museu e projeto do arquiteto Oscar Niemeyer. Em 2003, seu nome mudado para Museu Oscar Niemeyer (MON), em homenagem ao seu famoso projetista. Muitos o conhecem simplesmente como o “Museu do Olho“.

O Museu Oscar Niemeyer é um dos maiores complexos de exposição do Brasil, com cerca de 16 mil m² destinados a obras de arte. Conta com diversos ambientes, incluindo um auditório para 400 lugares, café e espaços de lazer.
Em sua inauguração buscou-se um foco de atuação nas artes plásticas, no design, na arquitetura e no urbanismo. O Museu, entretanto, não possuía acervo próprio até o início de 2003.

Pendurar quadros: não arrisque a decoração

Pendurar quadros não é para qualquer um. Aparentemente simples, este é o tipo de tarefa que requer vários cuidados para que a decoração do ambiente não perca o equilíbrio.

Segundo a arquiteta e urbanista de Belo Horizonte, Catherine Fonseca Alves Horta, não existe receita de bolo, mas algumas dicas básicas garantem o bom resultado.

No caso dos quadros que são pendurados acima de sofás, por exemplo, ela diz que é preciso utilizar como referência a medida de 25 ou 30 centímetros em relação à porção superior do móvel, o suficiente para que a pessoa sentada não encoste a cabeça no quadro.

Quanto à centralização, tudo depende da quantidade de quadros pendurados. “No caso de um único quadro, é importante levar em consideração o tamanho do sofá, pois se o móvel for muito grande e o quadro muito pequeno, o efeito será negativo. Neste caso, sugerimos um quadro de tamanho maior, no sentido horizontal”.

Se quiser pendurar três quadros, por exemplo, acima do sofá, o ideal é usar a liberdade a favor da decoração,principalmente se as peças tiverem medidas diferentes. “Agrupe por exemplo, os menores à esquerda e, na outra extremidade do sofá, o quadro maior, o que permite uma leitura crescente do conjunto. O alinhamento não é uma regra assim como o tamanho idêntico das peças”.

Já para o quadro único pendurado acima da cama de casal, no quarto, a dica é: centralize-o em relação à cama e não à parede. A altura em relação à cabeceira é a mesma em se tratando de um sofá, ou seja, tome como referência 25 ou 30 cm. Se a cama não possuir cabeceira, lembre que o quadro deve ficar na altura dos olhos de uma pessoa, ou seja, use como média 1,60m do piso ao centro do quadro.

Para corredores, diz Catherine, não há dicas diferenciadas, lembrando sempre que esta é uma área estreita e não permite distância para serem observados. “Dê preferência a uma composição de mais peças penduradas e, em caso de um único quadro, analise a proporção do corredor, ou seja, largura e altura da parede.

Para corredores ou em qualquer situação diferente, antes de pendurar os quadros, o ideal é colocar todos os elementos que vão para a parede no chão e tentar todas as possibilidades até chegar a uma combinação ideal para sua decoração”.

Um detalhe importante refere-se à mistura de molduras. Sim, elas são permitidas assim como a mistura de estilos, cores e tamanhos. “Entretanto, lembre-se que a colocação da moldura pode valorizar o desvalorizar a obra, já que o importante não é a moldura, mas sim a obra e seu autor. Procure por sua vez, adequar o estilo do quadro à moldura para que haja harmonia. Neste caso, não existe moda”.

Intercâmbio entre culturas

Viabilizar o acesso à Obras de Artes aos brasileiros de norte a sul do país, promover a Cultura e colaborar com o desenvolvimento intelectual dessa e das futuras gerações, essa é a missão da Galeria Virtual de Quadros. Para isto, utilizamos a tecnologia e os veículos de comunicação para disseminar o gosto pela arte. Levamos aos lares do sul o trabalho de pintores do nordeste, aos lares do norte pintores do sudeste, promovendo assim um intercâmbio definitivo entre as variadas culturas do país. 

Quem Somos

A empresa Galeria Virtual de Quadros, nasceu para dar continuidade à comercialização de obras de arte através do

Sistema Brasileiro do Agronegócio. Seu objetivo é levar aos telespectadores oportunidades de aquisições de quadros de grandes pintores em atividade no país, com preços abaixo do encontrado nas galerias convencionais.

Os quadros são adquiridos diretamente dos artistas e consequentemente leiloados pela melhor oferta através da Televisão. Ao comercializar quadros na TV o programa Galeria Virtual divulga e promove os pintores participantes, além de incentivar e viabilizar a aquisição de Obras de Arte.

Todos os quadros adquiridos nos leilões do Programa Galeria Virtual, vão aos seus arrematantes com nota fiscal, certificado de autenticidade com foto e currículo do artista. A Empresa tem sua sede própria em Campo Grande MS. Rua do Marco, 990 – Jardim Mansur, CEP:79051-191.